Mini Cursos

Estudos Pré-clínicos de Alimentos Funcionais

Data de realização: 9 de novembro de 2019, das 14h às 18h
Carga horária:  4 horas
Vagas limitadas: 40
Inscrições: 02/09 até 04/11.
Investimento: R$500,00

*Para participantes do SLACA investimento de: R$350,00. Valores recebidos até dia 30/10. Após esta data valores sujeitos a alteração.

O que são alimentos funcionais. Aspectos gerais dos métodos para preparação de extratos. Considerações sobre como avaliar a atividade biológica através de métodos químicos, em células e em animais.
 
Graduada em Ciências Farmacêuticas pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas (1996), a dra Ana Lúcia tem mestrado (1998) e doutorado (2003) em Química, na área de Química de Produtos Naturais, pelo Instituto de Química da Universidade Estadual de Campinas. Atualmente, é pesquisadora lotada na Faculdade de Ciências Farmacêuticas, da Universidade Estadual de Campinas. Tem experiência nas áreas de Farmacologia, com ênfase em estudos pré-clínicos (in vitro e in vivo), e de Química, com ênfase em isolamento e determinação estrutural de Produtos Naturais, atuando principalmente em estudos de plantas medicinais e substâncias isoladas com atividades antitumoral e cicatrizante.
Ana Lúcia
Universidade Estadual de Campinas
Probióticos, Prebióticos, Paraprobióticos e Posbióticos: definição e impacto no processamento de Alimentos

Data de realização: 9 de novembro de 2019, das 08h30min até às 12h e das 13h às 17h30min  
Carga horária: 08 horas
Vagas limitadas: 40
Inscrições: 02/09 até 04/11.
Investimento: R$500,00

*Para participantes do SLACA investimento de: R$350,00. Valores recebidos até dia 30/10. Após esta data valores sujeitos a alteração.

Alimentos Funcionais. Probióticos, Prebióticos, Paraprobióticos, Posbióticos, “Personalized Probiotics” e Psicobióticos: definição, importâncias e efeitos benéficos a saúde e aspectos regulatórios. Microbiota/microbiota (sequeciamento, diversidade).  Impacto da adição no processamento de alimentos em particular produtos lácteos. Impactos  físico-quimicos, bioactividade e aspectos sensoriais. Perspectivas.

Doutorado  e Pós-Doutorado  em Tecnologia de Alimentos pela Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas. Professor do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ) no Departamento de Alimentos, atuando em ensino/pesquisa no curso técnico em Alimentos, especialização em Segurança dos Alimentos e Qualidade Nutricional de Alimentos e Mestrado Profissional em Ciência e Tecnologia de Alimentos. Experiência docente e profissional na área em Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Ciência e Tecnologia de Leite e Derivados, e análise sensorial.

Adriano Cruz
Instituto Federal do Rio de Janeiro

Possui graduação em Nutrição pela Universidade Federal de Pelotas (1998), Mestrado em Ciência e Tecnologia Agroindustrial pela Universidade Federal de Pelotas (2000), Doutorado em Alimentos e Nutrição pela Universidade Estadual de Campinas (2004) e Pós-Doutorado no Instituto de Tecnologia de Alimentos Ital/Tecnolat (2008). Foi Pesquisadora Convidada do Ital/Tecnolat com Projeto Jovem Pesquisador. Foi Professora do Centro Paula Souza para formação de Técnicos em Nutrição. Atualmente é professora doutora da Faculdade de Ciências Aplicadas da UNICAMP no curso de Nutrição e credenciada ao Programa de Pós-Graduação em Ciências da Nutrição, Esporte e Metabolismo (CNEM). Tem experiência na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, atuando principalmente nos seguintes temas: microbiologia e segurança dos alimentos, saudabilidade, desenvolvimento de produtos, lácteos, probióticos e prebióticos, microbiota.

Adriane Antunes
Universidade Estadual de Campinas
Novas tendências em pesquisas qualitativas: Como compreender os consumidores e planejar estratégias mais inteligentes

Data de realização: 9 de novembro de 2019, das 14h às 18h
Carga horária:  4 horas
Vagas limitadas: 40
Inscrições: 02/09 até 04/11.
Investimento: R$500,00

*Para participantes do SLACA investimento de: R$350,00. Valores recebidos até dia 30/10. Após esta data valores sujeitos a alteração.

Para compreender o comportamento e motivação dos consumidores, além dos fatores que impactam a decisão de compra de alimentos e outros produtos, recomenda-se a utilização de ferramentas de caráter exploratório. Neste sentido, técnicas sensoriais qualitativas são altamente recomendadas, visto que investigam particularidades e experiências individuais, trazem insights sobre movimentos comportamentais, apontam tendências e oportunidades, e facilitam a conexão com o público de interesse. Dentre essas ferramentas, destacam-se desde métodos mais tradicionais como os grupos focais e entrevistas individuais (Laddering), até métodos mais inovadores e emergentes na área de Análise Sensorial e Pesquisas de Consumidor como técnicas projetivas, métodos etnográficos e baseadas em redes sociais. Este curso fornecerá uma visão abrangente sobre esses métodos incluindo suas aplicações e interpretações.

Dr. Erick Esmerino é professor na Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), possuindo Mestrado e Doutorado em Alimentos e Nutrição pela Faculdade de Engenharia de Alimentos da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP), e Pós-doutorado em Higiene Veterinária e Processamento de Alimentos de Origem pelo Departamento de Tecnologia de Alimentos da Faculdade de Medicina Veterinária da Universidade Federal Fluminense (UFF). Atualmente é Professor Permanente do PGCTA no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ) e no PGHIGVET da Faculdade de Medicina Veterinária, na UFF. Atua como revisor em diversas revistas científicas da área, dentre elas: “Journal of Sensory Studies”, “Food Research International”, “LWT – Food Science and Technology”, “Food Chemistry”, além de possuir colaborações científicas com pesquisadores nacionais e internacionais, oriundos de instituições como McGill University (Canadá), University of Medical Sciences (Irã), University of Melbourne e Victoria University (Austrália), University of Agriculture de Faisalabad (Paquistão), Istituto di Scienze dell’Alimentazione e University of Foggia (Itália). Os temas mais abordados em seu cotidiano científico são: determinação do perfil sensorial de alimentos e bebidas através de métodos tradicionais e emergentes, além da investigação da percepção dos consumidores.

Dr. Erick Esmerino
Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ)
  • Português
  • English